..:: Kuran Madness ::..

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por The Storyteller em Dom Abr 22, 2012 2:04 pm



    Investigação sobre o clã Kuran:

    Enredo:
    - O poderoso clã real Kuran tem em seu herdeiro um louco? Os atos de Kaname Kuran tem levantado o conselho e a associação contra ele. Amizades eternas estão sendo desfeitas e Sara Shirabuki é uma das principais chaves do mistério. Os rumores sobre o ancestral e a arma que corta tudo são verdadeiros?

    Recompensa:
    - Relatos históricos sobre a família Kuran
    - Ajuda de custa de 500 (quinhentos) dólares canadense.
    - Rank de Estudioso do Conselho/Associação.
    - 10 pontos para serem gastos conforme a tabela.

    Duração:
    - Máximo dois meses.

    Regras para postagem:
    - Posts de no mínimo dez linhas contendo estética adequada e ortografia correta. Posts contendo um número menor de linahs será deletado sem prévio aviso.
    - Apenas um post antes do post de narração. Utilize o máximo possível de inteligência ao fazer seus posts para fazer as perguntas corretas as testemunhas.
    - Prazo máximo para efetuar a postagem de uma semana, caso precise se ausentar por mais tempo deixe um recado no tópico de ausências.

    Vagas:
    Cinco vagas para todos os alunos que conheçam sobre vampiros e sobre a fampilia Kuran. Os demais alunos não poderão participar.
avatar
The Storyteller

Mensagens : 706
Data de inscrição : 16/03/2012

Ver perfil do usuário http://vampireknighttale.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por The Storyteller em Sex Abr 27, 2012 5:22 pm

O mundo dos vampiros estava em guerra? Ainda não, mas ninguém poderia dizer por quanto tempo iso duraria. Kaname Kuran continuava com sua matança, eliminando mais e mais puro sangues e prepcupando ainda mais não somente aos vampiros mas a todos que sabiam de sua existência.
Alunos da Academia haviam sido convocados tanto pelo conselho, quanto pela associação, para tentarem encontrar no passado da ampilia Kuran alguma pista sobre o que estava acontecendo.
Os alunos convocados agora se reuniam na sala do diretor, sem a presença do mesmo e aguardavam alguém que nao sabiam quem era, mas ao que tudo indicava era um caçador.
Sobre a mesa do diretor haviam alguns kits que certamente seriam distribuídos para os alunos que participariam da investigação.

Notas da missão:
* Os alunos deverão postar como se estivessem na sala do diretor, aguardando o caçador Kaito Takamiya
* As postagens devem conter no mpinimo dez linhas com estetica e roleplay adequados de acordo coma ficha de seu personagem. Posts com menos de dez linhas ou que não se encaixem serão deletados sem prévio aviso.
* Deverá ser feito apenas um post por turno até o post de narração. O prazo para postagem é de uma semana (final até 04/05)

Narração:
- Nennhuma, Kaito ainda não chegou, postem apenas a chegada à sala e suas impressões sobre a missão -

Participantes do grupo:
Kenner Lion Taylor Clapton - Vampiro Puro Sangue
Eric Nelpheim - Ex-humano e Hunter
Ashara Dayne - Develin
Hijikata Toshizou - Vampiro Puro Sangue

Kit fornecido:



conteúdo do kit:

* 2 poções de cura (+10 de hp)
* 1 kit de primeiros socorros (+5 de hp)

(Ainda falta um participante para a missao, mas as postagem se iniciam a partir de agora!)
avatar
The Storyteller

Mensagens : 706
Data de inscrição : 16/03/2012

Ver perfil do usuário http://vampireknighttale.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Ikki em Sab Abr 28, 2012 4:15 pm

Eu tinha me levantando um pouco mais tarde do que o habitual. Meu parceiro não estava no dormitório, mas havia deixado um aviso que dizia para seguir até a sala do diretor o mais rápido possível. Segundo ele, era algo que me interessava.

"Bom, não pense que vão te convidar para tomar uma taça de vinho com Kaname Kuran" - disse meu avô dentro de minha mente com seu sarcasmo diário.

Peguei as roupas de dentro do armário. Roupas caras, digno de um membro do Conselho de Vampiros. Peguei o bastão de meu avô e a katana, ocultando dele, é claro. E me apressei em ir até a sala do diretor.

No caminho, encontrei com outros alunos que possuíam o mesmo objetivo do que eu. Não que eu ligasse, mas seria bom conhecer pessoas que poderiam ser uteis a diante. Cheguei até a sala da direção e bati na porta de madeira, mas ninguém abriu. Resolvi abrir a porta por conta e entrei no gabinete do diretor.

Havia alguns kits em cima da mesa, o que era muito curioso. Seguindo as informação do Conselho Vampírico, eu deveria aguardar um caçador. " Outro hunter? Bom, acho que só me resta esperá-lo"

Aproximei-me da janela e fiquei olhando para fora, analisando se havia alguma pessoa seguindo na direção do gabinete. Eu estava atento as auras que se aproximavam cada vez nesta direção, algumas conhecidas outras nem tanto.
avatar
Ikki

Mensagens : 146
Data de inscrição : 18/03/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Convidad em Dom Abr 29, 2012 4:49 pm

Os cabelos macios e sedosos de Dante estavam alinhados para trás da cabeça, os cabelos negros contrastando com a pele pálida e perfeita do vampiro. Ele ajeitou o tapa-olho de couro sobre o olho, dando-lhe um ar misterioso e desafiador.

Ele afastou-se do espelho e desviou-se do corpo de uma vampira que estava jogado sobre o tapete do quarto. Ele a empurrou com o pé para o lado, arrancando murmúrios dos lábios dela, segurando com força a garrafa vazia de Vodka. - Acorde! Está na hora de sair do meu quarto. – ele grunhiu, a voz soando rouca e levemente irritada.

A vampira abriu preguiçosamente os olhos, sorrindo ao vê-lo arrumado e perfumado. - Dante, onde você vai? - ela soltou a garrafa e segurou a canela dele, beijando o sapato lustroso que ele calçava. - Ainda está cedo!? Vamos ficar juntos mais um pouquinho.

- Quando eu voltar não quero vê-la aqui. - ele ergueu a perna, afastando-a para o lado. A vampira rolou pelo tapete e começou a juntar as roupas que estavam jogadas pelo quarto. Dante parecia não ligar para o estado da mulher, ignorando-a por completo, enquanto pegava a carteira e o celular que estavam sobre a mesa de estudos.

Ele saiu do quarto e fechou a porta atrás de si e caminhou pelos corredores até a sala do diretor. Dante, a pedido do Conselho de Vampiros, estava participando da investigação sobre o passado dos Kuran, na busca de informações sobre Kaname Kuran. O puro sangue não estava interessado em ajudar o conselho, mas sim interessado em procurar informações que pudessem ajudá-lo a ampliar seus poderes de maneira inteligente, e não estúpida como Kuran estava fazendo.

Sem cerimônias, ele abriu a porta do gabinete do diretor e sorriu para o homem que estava na janela, de costas para ele. - Vejo que sou o segundo a chegar aqui. - ele sentou-se na cadeira estofada na frente da mesa de carvalho e cruzou as pernas de modo elegante. Ele projetou-se para frente e ficou analisando os kits que estavam sobre a mesa. - Pelo visto, será interessante. - ele ajeitou-se na cadeira e cruzou os braços sobre o peito, encarando com curiosidade o homem que estava apoiado contra a janela.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Convidad em Qua Maio 02, 2012 7:46 pm

    A porta da sala do diretor Yuriev se abriu e Eric passou por ela com um sorriso torto nos lábios onde um cigarro apagado estava.

    Tinha um forte cheiro de bebida e de perfume barato e sua roupa estava amarrotada em diversos pontos. De duas uma : ou ele havia dormido com aquela roupa depois de uma boa bebedeira ou ele estava se amassando com alguma humana da Day Class.

    Ele parou abaixo do batente e levou a mão ao bolso da calça, tateando até encontrar seu isqueiro barato, daqueles com propaganda de político. Acendeu seu cigarro e só então prezou-se a olhar os dois engomadinhos que estavam ali. Eram dois puro sangues e Eric até imaginava o desprezo que eles seniriam ao ver o ex-hmano ali. Aquilo o fez sorrir ainda mais enquanto ele gingava o corpo até uma das poltronas macias e caras da sala do diretor, sentando-se largado e jogando as pernas sobre o apoio de braço.

    Com seu movimento, a jaqueta de jeans surrada que usava abriu-se a bloody rose presa no cós da calça em sua cintura se fez visível. Ele não parecia nenhum pouco incomodado em ocultá-la dos dois vampiros ali.
    Ele tragou lentamente seu cigarro, soprando para o alto enquanto analisava os dois tipos boiolinhas que via ali. Um querendo ser mais do que o outro e ele pouco se f@dendo para eles.

    Seu peito subiu e desceu lentamente, o crucifixo brilahnte que Freya lhe dera se fez mais evidente. Aquilo o ajudaria a manter a sede sob controle, ao menos fora o que sua "dona" dissera. Freya Gatemberg era a responsável por aquele ex-humano e fora ela quem lhe enviara naquela missão, porque afinal ele não tinha nenhum interesse nos tais Kuran, mesmo depois de tudo o que Freya havia lhe dito sobre a importância da família da realeza. Para ele não passavam de um bando de PNC, para não escrever completamente o que a sigla significa.

    "Eu poderia estar catando a Loveday, a Meredith, a Ashara ou qualquer outra dessas que tem por ai, mas estou aqui trancado com dois machos. Sinceramente aquela professora vai ter que me agradar muito depois disso!" - ele pensou com desgosto enquanto tragava novamente seu cigarro, observando um puro sangue encarar o outro - " Será que tô interrompendo alguma coisa?" - ele sorriu com deboche e encarou o teto, respirando profunda e ruidosamente.

    - Que merda - ele murmurou, deixando a cabeça pender para trás. Quem é mesmo que ele estava esperando? Sim, Eric não havia prestado a menor atenção a instrução alguma de Freya!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Bells em Sex Maio 04, 2012 6:50 pm

Ashara Dayne

Já sabia quem era a pessoa de quem estaria perto durante essa missão. Enquanto sorria e encarava as pessoas que estavam por perto, vi alguém que queria ver. A missão seria mais interessante do que imaginara a principio, já que Eric estava nela. Haveria algo menos tedioso a se fazer, ao menos. Roupas ocidentais. Realmente, elas sabiam se vestir, apesar da falta de elegancia. Jeans era confortavel, e minha camiseta decotada era linda. As joias eram minimas, me decidindo apenas pela minha pulseria/espadas. Não queria, ao menos agora, chamar tanta atenção. Não pelas jóias. Sabia que estava linda como estava, com a pele rebrilhando como mel. Sim, haviam chamado minha pele assim, em um dos Haréns. A dançarina cor de mel. Presente de minha mãe esse tom... Bem, era o que eu me lembrava ao menos. Sorrindo de canto e andando com passos leves e dançantes, parando atrás dele e sorrindo, enquanto abraçava seu pescoço com leveza e rapidez. Ele era um vampiro, mas eu era uma Develin. Ele não conseguiria se desviar, mas o cheiro de minha pele era claro o bastante para que ele soubesse quem era, e não me evitasse.

-Quanto tempo que não te vejo... Não me oferece?

Enquanto falava, me inclinava por cima do ombro dele, colocando de leve os lábios no cigarro e tragando lentamente. Meus lábios estavam ao lado do rosto dele, assim como meus seios pressionados em suas costas. Se demorasse muito para que começassem logo essa missão, acabaria ignorando os puro-sangues ali presentes e me contentando em me sentar no colo de Eric. Mas chegara em cima da hora, não deveria demorar nada para tudo estar pronto e nos mandarem para fora.




Spoiler:
Angelique Corleone - Aqui
Aledra Corleone - Aqui
Aimée Dolohov - Aqui
Maya Sterlling - Aqui
Marina DuVillar - Aqui
Katrina DeLeon - Aqui
Cristal Nightingale - Aqui
Megan Noack - Aqui

avatar
Bells

Mensagens : 128
Data de inscrição : 16/03/2012
Idade : 20

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Kou-san em Seg Maio 07, 2012 1:58 pm

Kou-san


Havia avisado a Kenner sobre o que nos esperava na sala do diretor... Estava fora do quarto mais uma vez, sabia a que horas devia chegar e não estava nem um pouco preocupado... Tinha tudo em mente do que era necessário e também já fazia ideia de algumas pessoas que viriam a estar na missão... Esteve fora ninguém sabia ao certo onde estaria... Chegava à sala do diretor usando um social com a camisa pouco aberta em cima e por fora da calça, seu blazer aberto e fumava seu cigarro quando se deparou com o tamanho do decote de Ashara, reparou também em um ser jogado na cadeira, mas não parou continuou andando com aquela sua feição sádica no rosto, ao contrario do ser na cadeira... Jogava sua fumaça para baixo, foi a um canto e apoiou em uma espécie de estante onde aproveitou para cumprimentar os demais com um aceno de cabeça e aquele que não conhecia sentado ainda deu um longo trago observando-o e abriu um leve riso quando ouviu aquele cara dizer o seu... “Que merda!” era estranho ouvir alguém falar daquela maneira naquele ambiente...
- É hora do Show... – sussurrou consigo mesmo

Evitava demonstrar sua aura, sempre a deixava escondida, mas naquele momento algo estava estranho e a aura estava natural, ela ia se expandindo aos poucos... e então começou a chamar atenção... estava vacilando em deixá-la se expandir, ainda não era a hora certa... olhou para a porta para ver se havia mais alguém...

- Demorei achando que não ia ter que ficar esperando... mas pelo jeito, alguém gosta de brincar com os horários.





Mário, seu Assassino!!! Ç_Ç

BEFORE I FORGET - SLIPKNOT

My end...
It justifies my means
All I ever do is delay
My every attempt to evade
The end of the road and my end
It justifies my means
All I ever do is delay
My every attempt to evade
THE END OF THE ROAD!

I am a worm before I am a man
I was a creature before I could stand
I will remember before I forget
BEFORE I FORGET THAT!




[center]
avatar
Kou-san

Mensagens : 42
Data de inscrição : 01/04/2012
Idade : 27
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário http://to refazendo meu portifolio, mas quem quiser meu face só

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por The Storyteller em Seg Maio 07, 2012 3:03 pm

Poucos minutos depois da chegada de Hiikata, Kaito passou pela porta da sala do diretor com algumas pastas nas mãos. Sua expressão era insatisfeitae seu olhar mal se ergueu das pastas quando ele passou pelos vampiros e pela devilin ali e sentou-se na cadeira do diretor.
Com Zero Kiryu tendo carregado Sara Shirabuki para a associação afim de protegê-la de Kaname Kuran, as coisas se tornaram ainda mais tensas e aquele era o tipo de situação em que Kaito mesmo estando envolvido não poderia opinar. Para ele era um imenso absurdo ter que confiar naqueles vampiros, confiar que fossem atrás de informações sobre Kaname e que fossem leais o suficiente para entregarem-nas nas mãos da associação. Talvez os dois puros sangues fizessem isso apenas pelo fato de estarem correndo perigo.
- Olá - Kaito finalmente ergueu a cabeça em direção aos alunos ali, colocando a pasta sobre a mesa e soltando um longo suspiro. Aquilo não era nada agradável - Sou Takamyia Kaito, creio que alguns aqui já devem me conhecer. Fui enviado pela associação e a pedido do conselho de sua espécie também para enviar-lhes em uma missão especial: Os Kuran.
- Sabemos por fontes seguras que a família Kuran possue uma residência em um determinado local no Japão e que como nem Kaname nem Yuuki estão lá nós pretendemos invadir o local em busca de informações. Nós não, na verdade vocês.
- Aqui na mesa há alguns kits que lhes serão úteis, embora eu creia que não encontrem nenhuma dificuldade muito grande visto que o local está vazio e os Kuran não mantém transformados como empregados.
- Nessa pasta estão suas passagens para o Japão e seu passaporte falso, queremos preservar as identidades dos senhores nessa missão. Sugiro que também usem algum tipo de disfarce - Kaito tinha um tom monótono e quase sem emoção - Alguma dúvda?
- Eu os estarei esperando em Tókio o aeroporto para levar-lhes ao local exato, portanto não eprcam o vôo e não se atrasem. Por demais era só isso - ele se levantou e largou a pasta sobre a mesa, saindo da sala em seguida.

Notas da missão:
* Sim, vocês estão indo para o Japão. O post deve começar de onde terminou com as impressões sobre Kaito e a missão, as reações com a saida dele e qualquer outro ponto que queiram acrescentar. Deve conter também detalhes sobre o voo até Tokio e a chegada ao aeroporto.
* Post de no ínimo dez linhas, sendo apenas um post por turno.
*Uma semana para postagem (final 14/05)
avatar
The Storyteller

Mensagens : 706
Data de inscrição : 16/03/2012

Ver perfil do usuário http://vampireknighttale.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Convidad em Qua Maio 09, 2012 6:32 pm

    Eric começava a ficar impaciente, imaginando mil coisas, todas tão fúteis como os desejos carnais do adolescente que ainda se acostumava à sua nova condição. Ele tragava longamente o cigarro sentindo o gosto amargo da nicotina e imaginando como seria bom algumas cervejas e uma garota qualquer. Pensar nisso o fez se lembrar de Meredith e daquele otário que estava com ela. O que estariam fazendo?

    Seu pensamento foi cortado quando a porta da sala se abriu e Ashara Dayne passou por ela, deslumbrante, uma odalisca, um verdadeiro oasis em meio a tantos homens.

    Ela veio se aproximando e um sorriso malicioso surgiu nos lábios de Eric, realmente havia dado frutos seus atos de coragem dentro do auditório e até mesmo sua consequente "morte" não soava tão ruim, agora atraia ainda mais os olhares das garotas do turno diurno e poderia conseguir muito mais com elas e bem mais facilmente.

    Dayne parou atrás dele e abraçou seu pescoço, Eric pendendo a cabeça para trás e aconchegando-se nos braços dela, os pés apoiados no braço a poltrona, sujando-o com a terra que estava sob a sola de seus sapatos.

    ~hm... que cheiro bom... - ele murmurou, virando-se e dando um leve beijo na bochecha dela, deixando sua língua roçar a pele - e o gosto também, acho que não são só as vampiras que tem uma beleza estonteante e exótica por aqui - ele brincou, rindo baixo e tragando mais uma vez seu cigarro.

    - Todo seu - ele disse, colocando o cigarro cobre os lábios dela enquanto se sentava do modo correto e batia com a mão no largo braço estofado de onde estava sentado, pedindo que ela se sentasse ali.

    Ele fizera aquilo somente porque a proximidade exagerada dela causara algumas reações não muito oportunas que ele logo tratou de cobrir com a jaqueta.

    - Senta aqui - ele chamou, estendendo a mão enquanto a outra repuxava a jaqueta para ocultar o volume que começava a surgir em suas calças. Eric tinha uma imaginação muito fértil em relação ao sexo ecom certeza os presentes ali podiam ver claramente na cabeça dele.

    Pouco se importou com a presença de outro puro sangue que entrava, ainda com seus pensamentos voltados para o que poderia estar fazendo com Ashara e algumas boas garrafas de bebida, seus pensamentos só se desviando daquele assunto quando Kaito entrou na sala, indo em direção à cadeira do diretor.

    Eric encarava o rosto do outro caçador com uma expressão de claro tédio, sua mão pousada sobre a oxa de ashara, os dedos se movendo lentamente numa carícia distraída.

    Sinceramente ele pouco se importava com os Kuran ou com qualquer outro ali dentro, eles poderiam ruir e virar cinzas, exceto por Ashara, mas Freya havia dito que era importante que participasse dessa missão e que seria bom ele lidar comc ertas situações e lá estava ele, servindo de capacho, ou espião, ou qualquer outro adjetivo que não o deixava nenhum pouco à vontade.

    Assim que Kaito saiu da sala, ele deu um pequeno tapinha na coxa de Ashara e se levantou, tirando um chiclete do bolso e passando a masgar ruidosamente enquanto caminhava até a mesa e apanhava dois dos kits, abrindo a pasta sem nenhuma hesitação e pegando uma das passagens e verificando os passaportes até encontrar o seu.

    "Frederic Romanoff, é, nada mal..." - ele pensou, ainda achando engraçado o fato de ter um sobrenome russo. Será que teria que fingir sotaque? Talvez se Lohanne, aquela ruivinha baixinha, não fosse tão marrenta, até poderia lhe ajudar.
    Ele caminhou até Ashara e lhe deu um rápido beijo, segurando ems eu queixo e deslizando o polegar pelos lábios dela em seguida.

    - Vou arrumar minha mala, acho que pode considerar isso uma lua de mel gatinha - ele brincou com ela, soltando seu queixo e saindo da sala com o kit, sua passagem e seu novo passaporte.

    Em seu quarto ele arrumou uma mala pequena e uma mochila. Na mochila colocou o kit com as duas poções de cura, o estojo de primeiro socorros, sua bloody rose carregada completamente, as poções que foram de sua mãe e alguns itens de uso pessoal.

    Na mala Eric colocou um jaqueta extra, algumas camisas e mais duas calças, sem contar as cuecas e meias que também estava levando.

    "Opa, não posso esquecer..." - ele pensou e então voltou ao armário, pegando alguns pacotes de camisinha e os jogando na mochila - Com Ashara nessa viagem eu não posso me arriscar a ser pego sem nada na mão" - ele riu e então fechou ambas as bagagens.

    Ele não sabia se deveria esperar os demais ou não, ou se iriam no mesmo vôo já que as passagens não possuiam data ou horário e ele preferiu não procurar Ashara ali no dormitório, Meredith poderia ver e ele não queria mais problemas com a garota, ainda mais agora com a pequena intromissão de Travis. Queria que ela o achasse o cara perfeito, carinhoso e até meio inocente.

    Depois de arrumar a bagagem, ele entrou no banheiro para um longo banho, vestindo-se em seguida com uma calça jenas azul clara, uma camiseta preta de manga longa com decote em V. O frio não fazia muita diferença agora, mas ele estava levando sua jaqueta de couro marrom à mão. Calçou um tênis da mesma cor da jaqueta, penteou os cabelos e então pegou sua bagagem para partir. Agora que era vampiro não mais precisava de perfume, tinha um aroma natural, forte e fresco, algo que inspirava liberdade, exatamente como ele.

    Saiu da escola sem nenhum problema, provavelmente o diretor havia deixado a segurança do local ciente de que os alunos que haviam sido escolhidos para aquela missão tinha permissão para deixar o local.

    Havia previamente chamado um táxi pelo celular e quando passou pelos portões o veículo já o esperava. Eric embarcou no veículo e de ordens para que ele partisse.

    A viagem de táxi foi tediosa e longa e ele começava a se arrepender de não ter esperado Ashara ou ter trazido ela. Poderiam estar se divertindo um pouco ali no banco detrás, tinha certeza que o taxista não se importaria e ser voyer, até tornaria a viagem mais interessante para ele com um bom porno ao vivo.

    Mas... Eric não havia trazido Ashara então se contentava em ouvir múscias em seu celular no mais alto volume enquanto folheava uma revista de heróis da Marvel pela décima vez durante a viagem. Já havia até decorado as falas dos personagens de tanto ler e reler.

    No aeroporto não encontrou nenhum dos outros integrantes do grupo, talvez só se reunissem novamente em Tókio, portanto ele despachou sua bagagem após o check in e então foi até o guichê para mostrar seu passaporte e sua passagem.

    Estava tudo certo, o passaporte parecia mais evrdadeiro do que seu próprio passaporte. Eric Nelpheim agora era Frederic Romanoff.

    - Dasvidania - ele disse para a atendente, com um sorriso sedutor que a fez corar enquanto ele seguia com sua mochila segura pela alça com a mão e sua jaqueta.

    No vôo teve ainda mais tédio, mas a escala lhe reservou uns bons minutos com uma aeromoça no banheiro do aeroporto. Mulheres carentes que viviam lone de casa trancadas num avião realmente poderiam proporcionar algo delicioso, agora ele entendia porque muitos homens fantasiavam com aquele tipo de mulher.

    Outro vôo, agora estava deixando a Europa rumo à Ásia e então não sobrou mais nada além de dormir e a terrível comida do avião. Depois de longas horas de vôo, Eric estava se espreguiçando enquanto assistia a esteria trazer as malas, esperando a sua vez para pegar à sua e ir ao saguão do aeroporto, onde certamente aquele hunter sem graça do dia anterior já os devia estar esperando, ou qualquer outra pessoa. Será que daria tempo de conhecer alguma outra aeromoça?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Ikki em Sab Maio 12, 2012 10:26 pm

Voltei-me ao sentir a presencia do Hunter que entrava ali. Recostei-me na parede sem fazer nenhum som, olhei para o Dante será que ele lembraria de mim o melhor que não, já que eu conhecia muito bem o seu pai y ele também quando era mas novo

Michael: assim que ele venho Dante esta aqui deve ter doido o olho bastante disse de forma sínica na minha mente o Kou estava ali como sempre tentando esconder a sua presencia a qual já não conseguiria me enganar eu sabia quem ele era y meu avo também não podia acreditar que os dois eram aliados em tempos remotos aquilo pareceria um encontro de anciãos

Michael: e cuidado com o que fala garoto eu to ouvindo
Por isso meso idiota eu falei me interrompeu meus pensamentos o Hunter quem nos disse sobre teríamos que ir para o Japão que bom achei fora da minha jurisdição, o Japão tinha perdido a sede do conselho y era território hostil, mas terra natal do Kou, em quanto o Hunter foi embora eu peguei meu passaporte falso tinha o cabelo branco não pode evitar rir esta missão seria perfeita para o Michael eu não tenho nada em Japão mesmo assim que podia deixar ele se divertir, peguei o que seria meus pertences y parei-me do lado do kou

- nos vemos no aeroporto então velho sai pela porta fechando-a trás de mim em direção a minha habitação, ao entrar eu não gostava de fazer malas os escravos faziam isso por mim sempre assim que peguei uma mala pequena, votei umas trocas de roupa y a katana também a tirei sobre a mesa a katana oculta no bastão do meu avo aquela arma era verdadeiramente estranha , mas tinha sido criada por ele mesmo , terminei colocando a outra katana dentro da mala junto com os kits que tinham nos dado , fechei armário peguei o carregador da laptop vote também junto com o carregado do celular a viagem seria entediante, peguei meu celular y liguei para Charlotte

-Sou eu vou sair por temas importantes vigia quem eu mandei, qualquer novidade manda a meu correio a gente se vê dentro de uns dias
Ela aprovou sem me questionar eu terminei de arrumar tudo o voou saia amanha assim que capas que veia o hijikata esta noite, passei o resto do dia lendo uns livros y procurando informação sobre a casa na base de dados do conselho para não levar nenhuma surpresa
Deitei-me mas sedo do normal para não te problemas amanha já que teria que sair a luz do dia y os vampiros não gostamos da mesma menos eu que dobro as trevas sinto-me pouco a vontade, mas durante a noite teve um sonho sobre a massacre em Londres vendo meu avo matar todos, ao me despertar de aquele sonho eu não estava mas sobre o controle do corpo Michael tinha assumido

Michael: eu assumo de aqui não precisa se preocupar olhei na volta do meu corpo estávamos no aeroporto quanto tempo eu teria dormido ele tinha me submetido aquele sonho eu ainda não era tão forte para impor limites a um vampiro lendário como ele. Eu olhei ele caminhava com muito estilo com aquele bastão por diante dele o seu ar de superior y de perfeito eram impossíveis de não se notar,pode ver o kou ali estava nos esperando

-Bom dia Kou dize o Michael para ele o kou não demoraria em identificar aquela aura sinistra machada de muitas mortes ate os dois foram parceiros responsáveis de muitas mortes em ambos continentes

- o vou sai dentro de 15 minutos isto será interessante dize em quanto se sentava do lado do seu velho amigo deixando o bastão deitado encima das pernas y tirava os óculos pretos y votava na casaco ele tinha vindo com levava uma camisa celeste um casaco preto y por encima um sobretudo preto.
-estamos voltando para sua terra natal kou faz tempo a ultima vez que fui ter ver
Em quanto eles conversavam os altos falantes começaram a chamar para vou com destino frança era nosso vou já que teríamos que ir ate Europa y depois Tókio Japão
O Michael se parou votando novamente os óculos y terminando de arrumar os

-vamos kou em quanto os dois se dirigiam ate a zona de onde deixar as bagagens, mostraram para a açafata a suas passagem

-nos acompanhara no vou senhorita dize sentindo uma aura vampiresca nela. O que era aquilo estávamos sendo vigiados pelo conselho que nos enviaram numa vou com uma vampira de açafata todas as açafatas eram vampiras de nível baixo C, boa viagem nos desejo em quanto nos indicava para subir na avião a nossa passagem ate Europa depois diretamente Tokyo era de luxo o que era perfeito para Michael que não suportava mortais quanto menos melhor, os dos vampiros subiram a sua respectiva poltronas ate parecia o avião só para eles, avião era muito bonito o nosso destino Japão com escala em Europa boa a viagem o capitão aviso teríamos uma viagem tranquila os passageiros aproveitaram das comodidades da viagem, Michael se sentou na sua poltrona

-Kou o que acha eu não posso me cansar do luxo y você eu adoro isto
Em quanto Michael falava isso duas azafatas entravam ali y falaram estamos para serve-los nossos amos, em quanto cada uma se sentava no colo de cada um eram vampiras nível C enviadas pelo conselho eu não pode ser aquilo ficaria chato o meu avo era muito mulherengo não perdia o tempo nunca quando se tratava delas eu fechei os meu olhos y tratei de me desconectar do corpo não queria assistir aquilo sentia que faltava minha palavra a algumas mulheres da academia não entendia por que, quando voltei a ver o corpo já estávamos baixando no aeroporto de tokio olhei a minha volta tinha quatro azafatas quase brancas ainda vivas mas não em bom estado semi nuas eu suspirei meu avo tinha si passado de novo

- que bom me lembra dos velhos tempos não acha kou em quanto arrumava o seu sobretudo o avião parou y eles começaram a sair do mesmo ele me dize neto por que dormiu esteve tão boa a viagem o não e diz que se sente mal pela Charlotte eu mato ela quando voltemos
Os dois com elegância disseram do avião y caminhando devagar foram ate aduana onde lês pediram os documentos os quais estiveram todos em ordem eram simples aquilo conselho junto com a associação não tinha barreiras podiam fazer qualquer coisa Michael se despegou do kou y fou em direção onde estavam as bagagens esperou que a sua estivesse visível para pasar entre as pessoa que se moviam ficando longe dele por intuição parecia uma ser celebridade a sua aura afastava os mortais permitindo caminhar com todo sua sobevia para pegar a mala e ir ao ponto de encontro onde já tinha chegado aquela criatura desprezível não era um vampiro nem um Hunter como ele acreditava mas Michael se encontrava muito contente com a sua “viagem” , ele não se importaria por enquanto com o comportamento dos mortais ali presentes se sentou numa das poltronas do outro lado do Hunter com as pernas cruzadas y seu bastão do lado a aura emitida por ele era muito pior que no despacho do diretor
avatar
Ikki

Mensagens : 146
Data de inscrição : 18/03/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Kou-san em Dom Maio 13, 2012 1:19 am

Kou-san

Hijikata mal havia entrado na sala e continuava fumando. Sua feição era de entediado, já sabia muitas coisas e os Kurans tinham uma divida muito alta com seu clã... Alias, já estava na hora de cobrar os juros...
Prestou muita atenção ao que Kaito começou a falar nem era por desconfiança, mas ler os pensamentos era automático... Olhava a todos ali e percebeu de Kenner se aproximara, sua feição havia mudado, assim como seu olhar passando a ser mais sério, mas já sabia que não era ele... Não era necessário muito de quem já conhecia há um tempo abriu um riso maligno no rosto, mas não se manifestou tragou o cigarro mais uma vez soltando toda a fumaça olhando para "Kenner" disse - Preciso falar contigo, te encontro depois... Mas é com 'Você' mesmo...
Se alguém tentasse ouvir aquela conversa não conseguiriam saber do que se tratava, mas "Kenner" também saberia que ele já estava ciente...

Sem falar com ninguém foi à mesa e pegou o que lhe interessava, nem chegou a abrir o pacote. Já fora dito o que teria e não precisava conferir... Hijikata não fora ao Quarto passara varias noites fora do quarto sem deixar vestígios por onde passara, encontrava-se numa banheira de uma das casas nas proximidades da escola... Tomava banho com uma mulher enquanto bebia do sangue dela, mas não a matou, tiveram um longo momento ali e a noite inteira em busca de prazer, mas ainda não se sentia satisfeito queria mais, porém o dia já amanhecera e precisara estar no aeroporto a hipnotizou para que ela não saísse por ai contado o que acontecia há algum tempo... Sem deixar vestígios do próprio, pegara outra roupa... Era hora de "Voltar para casa". Por mais que os Kurans tenham matado muitos outros Sangue-Puro, Hijikata, ou melhor Kou em seu corpo não tinha medo dos Kuran, poderia muito bem desfazer o que foi feito a muito tempo atrás tirando o Kuran daquele corpo... Pegou suas Katanas que sempre carregava consigo e também resolveu mudar um pouco a aparência... Já que iria se passar por alguma identidade falsa... Hijikata era muito conhecido no Japão e por muitos Vampiros Nobres, pois não restava quase nenhum Puro-sangue no Japão.



Sem esquecer do Kit, foi ao Aeroporto e com todos os critérios prontos, mas fumava um cigarro aguardando pela presença se Kenner, e lá vinha ele... Não falou nada, mas percebeu que não era bem Kenner que estava ali naquele momento - Quanto tempo Velho amigo... Achei que fosse demorar mais dois séculos até se mostrar... Achei também que fosse se atrasar... Assim perderia o café da manhã... Kou deu um riso sadico e faminto, tudo o que fizera durante a noite não lhe fora suficiente, alias apenas uma mulher não tinha o folego suficiente para aguentar.
Ambos foram entrando faltavam poucos minutos para que a aeronave levantasse vôo, Enquanto Michael cantava uma das aeromoças... - Você não mudou nada mesmo durante todos esses séculos olhei em volta e estranhei que a presença dos caçadores não estava mais ali como costumava ficar todas as noites. Era algo de se estranhar e muito...
Fomos guiados pela comissária a uma classe privativa, onde apareciam muitas comissárias level C. Kou abriu novamente aquele riso e pode saber que até o destino final aquela viagem aconteceria muitas coisas, as presas saiam ao permanecer nos lábios de baixo...

“Vamos logo dar inicio a essa festa... e agora espero que seja algo realmente prazeroso”


e foi... primeiro começou a festinha particular com algumas delas se apossando daqueles corpos o sexo lhe dava muito prazer, mas também lhe dava muita fome... cada vez mais intenso e mais provocante. Deixou muitas a ponta de quase morrerem sem sangue suficiente no corpo...


Após algumas escalas de milhas aéreas chegaram ao local, onde percebeu que Michael saíra de próximo, logo se tocou do porque, deu de ombros e fora fumar um cigarro, ao lado de fora do aeroporto. Por mais conhecido que fosse entre os poderosos políticos japoneses e também pelas associações locais estava de visual novo e também de identidade nova. Sua nova identidade era de origem japonesa... não era necessário mudar muitos costumes, não teria nenhum problema ali... afinal de contas estava em território próprio... a partir de agora seria chamado de "Shan". e é claro que ao menos avisou a Michael antes de saírem do avião.

Enquanto o fogo de seu esqueiro acendia seu cigarro, se encostou na parede e fechou os olhos para se concentrar melhor em todos ali presentes... procurava pelos demais, mas não fariam nenhuma diferença... todos se achavam tão arrogantes e em seu poder... o "bichinho de estimação" de Freya estava ali também... e era engraçado como aparentava ser tão revoltado longe da sua 'dona'...





Mário, seu Assassino!!! Ç_Ç

BEFORE I FORGET - SLIPKNOT

My end...
It justifies my means
All I ever do is delay
My every attempt to evade
The end of the road and my end
It justifies my means
All I ever do is delay
My every attempt to evade
THE END OF THE ROAD!

I am a worm before I am a man
I was a creature before I could stand
I will remember before I forget
BEFORE I FORGET THAT!




[center]
avatar
Kou-san

Mensagens : 42
Data de inscrição : 01/04/2012
Idade : 27
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário http://to refazendo meu portifolio, mas quem quiser meu face só

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Bells em Seg Maio 14, 2012 3:44 pm

Ashara Dayne

Eric reagira da melhor maneira que eu poderia esperar, arqueando o pescoço para trás e beijando minha bochecha, ao mesmo tempo em que sentia sua língua também. Ele realmente não perdia tempo... Escolhera a pessoa certa para me aproximar. Ele era exatamente o que eu queria para agora, e para depois também. Sorrindo, esperei que se sentasse, e fingi não ver o volume em sua calça. Homens... Exatamente o que eu queria agora. Alguém que realmente não tivesse medo de sentir. E quem sabe conseguisse falar com ele e pedir uma mordida ou duas... Ele talvez gostasse de sentir meu sangue... Develin... Esse sim era exatamente o sangue que ele desejava. Me semtei aonde ele me mostrava, no braço do sofá. Era largo o bastante para que ficasse confortável, e era divertido estar mais alta que ele, finalmente. Era algo que realmente gostava. Passei um dos braços pelos ombros dele, me apoiando ali e encarando o homem que entrava na sala. Os pensamentos de Eric eram tudo, menos... Inocentes. Ele pensava em muitas coisas, mas nenhuma delas era algo que pudesse ser feito agora, com os detalhes de nossa missão nos sendo passados. Eu podia não me interessar muito pelos vampiros, mas se estaria envolvida em suas intrigas, dentro de sua escola, era melhor que aprendesse mais do que já sabia sobre eles, e não apenas sobre o prazer que sentia quando as presas eram cravadas em minha pele. Os dedos de Eric em minha coxa eram macios, e ele estava distraído. Ao que parecia, ele substituira acariciar um gato por acariciar minhas perna. Não que eu tivesse alguma objeção com isso. Após a saída de nosso instrutor, apenas observei que Eric se levantava, pegando dois kits na mesa e seu passaporte antes de voltar para perto de mim. Seu beijo e suas palavras prometiam muito mais do que apenas amizade vinda dele, e era exatamente o que eu buscava ao me aproximar dele. Seria ainda mais divertido do que outras vezes, contando que estaríamos um pouco mais perto de minha terra, em um local com costumes relativamente parecidos com os que fora criada. Seria divertido visitar Tokio.

-Bem, espero que se é uma lua-de-mel, tenha todos os... Privileios de uma.

Pisquei os olhos para ele, pegando meu kit em suas mãos e me levantando enquanto ele ia arrumar sua mala, pegando meu passaporte e observando o nome. Se fosse algo muito diferente de meu nome... Não seria nada fácil ou simples de se entender. Todos saberiam que era mentira... Lyana Anderson. Um nome bastante incomum, mas um sobrenome genérico. Sim, não haveriam problemas com ele. Com meu passaporte e meu kit em mãos, saí da sala, indo para meu quarto. Uma mala que fosse pequena e tivesse tudo de que precisava, inclusive como me disfarçar. Não gostava delas, mas peguei uma caixinha com lentes de contato que tinha, seria o máximo de disfarce que usaria. E seria o bastante. Olhos castanhos e não verdes, uma roupa um pouco mais larga e pronto. Se não estivessem felizes... Pior para eles. Mesmo com roupas mais largas, cuidei para que não fossem muito típicas, além de comuns e confortáveis. Joias seriam um atraso, apenas minha pulseira. Uma invasão, por mais simples que fosse, ainda era uma invasão, e não me arriscaria a ser pega desprevenida. A mochila, com quatro camisetas extras, duas calças, uma saia e roupas íntimas não era grande, conseguia caregá-la com apenas uma mão, o que facilitaria em muito minha vida. Assim não teria problemas para passá-la e para carregá-la. Não seria um estorvo. Meu vôo, por sorte, saia apenas dentro de algumas horas, além de ser direto, sem escalas longas. Apenas uma parada para abastecer na Africa e tudo estaria pronto. Sorrindo, me tomei meu banho, pegando algumas coisas e colocando junto de minha mala, sem me esquecer do kit, talvez ele pudesse me ser útil em algum momento.

O avião era grande o bastante para não sofrer muitas turbulências, e meu colega de banco atraente o bastante para que me divertisse flertando. Ele até era atraente, para os padrões humanos, mas não o bastante para realmente me interessar em algo mais do que flertar. Ele não era assim tão interessante, e apenas um vampiro me contentaria nessa viagem. Já na Academia... Bem, outros vampiros seriam divertidos e também poderiam se alimentar, se assim quisessem. Sorrindo, mantive essa linha de pensamentos durante todo o voo e a curta escala. Nenhum passageiro desembarcou, então era apenas o tempo de se abastecer e de tomar uma Macchiato antes da ultima etapa. Minha aparencia não ficaria muito diferente mesmo depois de horas em um avião, mas seria muito melhor conferir se estava completamente bem. Antes de pousarmos, entrei no banheiro para retocar a maquiagem. Era facil e rápido, não precisava de muitas coisas. O desembarque também foi calmo, já que minha unica bagagem era uma mala de mão. A anfandega não foi problema, já que bastou um pequeno sorriso para que ele liberasse as poucas coisas duvidosas que minha mala continha... Realmente... Eram apenas perfumes... Já no aeroporto, olhei em volta, sem encontrar nenhum conhecido, o que não significava muito. Eles estavam ali, sentia isso no ar, mas não me importava no momento. Teria tempo com Eric, me contentando com outro café e me sentando em uma mesa dentro do próprio aeroporto, esperando para descobrir o que fazer.




Spoiler:
Angelique Corleone - Aqui
Aledra Corleone - Aqui
Aimée Dolohov - Aqui
Maya Sterlling - Aqui
Marina DuVillar - Aqui
Katrina DeLeon - Aqui
Cristal Nightingale - Aqui
Megan Noack - Aqui

avatar
Bells

Mensagens : 128
Data de inscrição : 16/03/2012
Idade : 20

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Convidad em Sab Maio 19, 2012 5:06 pm

Dante deu de ombros assim que Kaito entrou no gabinete. O sangue puro permaneceu imóvel com os braços cruzados sobre o peito, ignorando a existência dos demais ali, focando-se somente nas palavras do caçador.

Então aquele era o real objetivo da associação de caçadores? Patético. Dante percorreu o olhar pelos demais, enojando-se com a imagem de Eric e sua prostituta. Sim, pelo menos era aquilo que os dois passavam para os demais na sala. Antes que Kaito se retirasse, o vampiro ergueu-se da poltrona e foi até a mesa do moreno, pegando com elegância a pequena pasta com seu nome, onde dentro havia seu passaporte falso e as passagens para o Japão. E claro, sem esquecer de seu kit, mesmo que o achasse totalmente inútil.

- Obrigado, senhor Takamiya. Vemo-nos em breve. – Dante afastou-se do caçador e dos demais, saindo silenciosamente da sala. Porém sua áurea intensa conseguia despertar diversos olhares sobre ele. Dante estava levemente alterado, pois querendo ou não, toda aquela história dos Kurans com os sangues-puros, o envolvia indiretamente.

Ele saiu do gabinete do diretor sem se despedir dos demais e seguiu na direção do quarto para organizar suas roupas e bagagens. Dante abriu a porta e a garota de lingerie estava deitada em sua cama, encolhida com as roupas entre os braços.

- Você ainda está por aqui?! – ele aproximou-se da cama e puxou a vampira pelo braço, mas logo a soltou, enquanto as presas salientavam-se sobre os lábios. Ela tombou a cabeça para o lado e sorriu para ele, quase jogando-se sobre os seus braços, o puxando pelos pulsos. – Deixe-me ficar por aqui mais um pouquinho.

Dante meneou negativamente com a cabeça, e a puxou de cima do colchão, apertando-a em um abraço esmagador. – Escute, já que você ainda está aqui, lave essa cara de grogue e prepare minhas bagagens, preciso fazer uma viagem de emergência.

- Ah, Dante! Está me machucando... – ela murmurou erguendo as mãos e batendo levemente contra o peito dele, para que se afastasse. Ele baixou os braços e deixou que ela saísse e fosse na direção do banheiro, dando um tapa em seu traseiro agilizando-a os passos desastrados. Enquanto a vampira vestia-se e ajeitava os cabelos que estavam desgrenhados. O sangue puro pegou uma mala de couro lustroso, e abriu sobre a cama. O sangue-puro colocou algumas camisas e calças sociais, um jeans básico e duas jaquetas de estilos diferentes. Completou a mala com roupas intimas e acessórios que higiene que estavam dispostos organizadamente pelo quarto.

Susan voltou do banheiro e pegou a cinta de couro que estava sobre o braço da poltrona do quarto, entregando para o sangue-puro. – Para onde você irá? – ela ergueu a mão e tocou o ombro dele. Dante ergueu o olhar e afastou as mãos da mala, ajeitando o tapa-olho de couro sobre o olho ferido. – E interessa para onde eu vou, ou deixei de ir? – ele segurou o pulso dela e a empurrou sobre a poltrona. – Permaneça quietinha enquanto me organizado, pois você é muito lerda.

Ela mordiscou o lábio inferior e ficou parada acompanhando a movimentação dele pelo quarto. Dante ajeitou com perfeição as roupas dentro da mala, complementando-a com seus charutos e perfumes caríssimos. Ele pegou a pasta com a documentação que estava sobre a cama e abriu para ver o seu nome falso.

- Elijah Linshctein, bom nome, mas ainda prefiro o meu. – ele retirou a documentação e as passagens de dentro da pasta e colocou no bolso interno do casaco que vestia. Dante caminhou até Susan que ergueu o olhar até ele, sorrindo, enquanto as bochechas tornavam-se levemente rubras. Ela era tão bonita e sedutora, mas não significava para ele, somente um saco de sangue fresco.
- Susan, acho que precisamos acertar algumas coisas. – ele inclinou-se sobre ela e guiou o rosto até o pescoço da garota, cravando as presas agudas e venenosas em sua jugular. Ela gemeu, apoiando as mãos sobre o ombro dele, enquanto erguia uma das pernas, roçando contra os flancos dele.

Ele sugou até sentir-se satisfeito, deixando-a inconsciente sobre a poltrona. Após a mordida ele passou o polegar sobre os lábios, e lambeu o excesso de sangue. – Inútil. – ele murmurou, arrastando-a da poltrona por um dos braços, enquanto a outra segurava a mala que estava em cima da cama. Ele a jogou para fora do quarto e caminhou pelo corredor até chegar às escadarias. Estava na hora de ir para o aeroporto e pelo visto a viagem seria muito cansativa.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por The Storyteller em Dom Maio 20, 2012 2:58 pm

    O aeroporto de Tókio estava bastante movimentado, cada qual havia chegado num vôo diferente, com escalas diferentes pois deixaram a Academia separados, mas no fim todos estavam no aeroporto basicamente o mesmo horário, o último a chegar havia atrasado duas horas em relação aos demais, não que isso importasse, cada um arranjou um tipo de diversão ou distração.
    Ainda ocupados em suas conversar e distrações, espalhados pelo aeroporto, ouviram então o anúncio no alto falante, chamando por sues nomes falsos.
    - Senhorita Jasmin Salander, por favor, comparece ao balcão de informações. Senhor Frederic Romanoff, por favor, comparece ao balcão de informações. Senhor Shan Tokira, por favor, comparece ao balcão de informações. Senhor Juarez Fernandes, por favor, comparece ao balcão de informações e senhor Elijah Linshctein, por favor compareça ao balcão de informações - o anúncio na voz clara da atendente ecoou por mais duas vezes.
    Ao chegarem ao balcão de informações, encontraram Kaito parado, usando óculos escuros, as mãos dentro do bolso do casaco enquanto ele mascava um chiclete. Mesmo com os olhos cobertos era claro que o olahr por trás deles eram cheios de desprezo, não lhe garadava nenhum pouco o fato de ter que contar com os vampiros em meio aquela guerra, ainda mais com puro sangues.
    - Espero que tenham se divertido o suficinte senhores, visto que caso tenham cometido o estúpido erro de matar alguém terão uma conversa comigo depois. Mesmo que a associação rpecise de vocês eu não me importo com isso, sabem muito bem que não estou aqui por vontade própria - Kaito deixou claro seu desgosto, cuspindo então o chiclete no próprio chão do aeroporto - Vamos,um carro está nos esperando lá fora - ele se virou de costas para os vampiros e par aa Devilin, pouco se importando com suas reações.
    Suas passadas eram largas, elegantes e muitos olhos se voltaram não somente para ele como par ao grupo, já que os seres sobrenaturais ali chamavam bastante a atenção por sua beleza, por suas auras que atraiam e afastavam os humanos ao mesmo tempo.
    Fora do aeroporto, contrariando todas as leis, uma limusine estava ao aguardo do grupo e Kaito caminhou em direção ao veículo, um homem uniformizado abrindo a porta, aguardando então que os demais entrassem.
    Quando os demais entraram, o veículo partiu, seguindo pelas movimentadas ruas da capital o evículo trafegava numa velocidade média, mas assim que ganhou a estrada passou a ir mais veloz.
    Dentro do veículo Kaito passava algumas informações para os integrantes da missão. Eram informações que ele não gostaria de compartihar mas não havia outro modo.
    - Zero Kiryu decidiu que gaurdaremos Sara Shirabuki nos muros da associação, isto causou uma grande revolta entre nós, até eu mesmo fiquei decepcionado com essa decisão, mas Kaien o aprova e como Kaien tem grande prestígio entre nós estamos evitando o combate entre Sara e Kaname Kuran. Ele se tornou um inimigo em potencial entre os dois mundos embora a atitude dele em eliminar os puros sangues é muito bem vista ao meu ponto de ver as coisas - ele olhou então para Kenner e Hijikata.
    - De qualquer modo, a mansão dos Kuran está vazia, mas sabemos que o castelo pode guardar muitas informações valiosas, que talvez nos ajude a entender o que Kaname quer e como obteve a espada que está com ele. Vocês devems er cuidados visto que Ruka e Kaim te sido visto aos redores da mansão, mas creio que apra vocês não seja um grande obstáculo.
    - Consigam o máximo de informações que puderem e retornem ao aeroporto. Eu os estarei esperando na sala Vip. Você devem ficar na mansão no máximo atéo o amanhecer para conseguir tais informações e então devem retornar assim que o sol raiar para o aeroporto.
    - O carro estará do lado de fora os aguardando portanto sejam rápidos, pois ao menor sinal de risco o motorista partira e deixará vocês. Tenham em mente que vocês não são importantes para nós - Kaito sorriu ao dizer essa frase e pouco tempo depois o caro parou.
    Todos desembarcaram e aparentemente a estrada estava vazia, havendo apenas uma encosta.
    - O castelo dos Kuran fica no alto dessa serra, terão que subir e encontrá-lo. fica bem em meio a mata, mas há uam estrada até ele. Boa aorte - Kaito disse, tornando então a entrar no veículo e deixando o grupo ali, pois o carro partiu em seguida.
    O grupo então passou a caminahr dentro da mata, encontrando alguns quilOmetros depois uma estrada que subia serpenteando.
    Seguiram pela estrada, nenhum som ou aura fora do normal, o lugar era realmente silencioso e depois de algumas horas eles alcançaram a mansão Kuran.
    O sol começava a se pôr deixando o céu num misto de roxo e lanraja e as auras de dentro da casa, dos empregados, eram claramente sentidas, mestiços e vampiros transformados.
    E agora? O que fariam? Tentariam entrar na casa? Tocar a campainha? Rodear o terreno? Cabia ao grupo decidir em conjunto ou de modo individual.
avatar
The Storyteller

Mensagens : 706
Data de inscrição : 16/03/2012

Ver perfil do usuário http://vampireknighttale.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Kou-san em Qua Jun 06, 2012 6:26 pm

Kou-san


Hijikata terminou seu cigarro ouvindo seu nome falso sendo chamado "Shan Tokira", ele sabia muito bem se passar por uma identidade falsa... andou fazendo isso muitas vezes pela Europa em busca do conselho... por fim encontraram Kaito onde ouviu sem dizer nada, já dentro do carro instantes depois de instantes começou aa ouvir sobre a atual posição nossa perante esta missao e então Kaito solta uma... "Ele se tornou um inimigo em potencial entre os dois mundos embora a atitude dele em eliminar os puros sangues é muito bem vista ao meu ponto de ver as coisas." Hijikata retribuiu o olhar com um riso silencioso... Mas continuou ouvindo, pegou todas as informações que podia e então desceram do carro quando Kaito volta a falar:

- O castelo dos Kuran fica no alto dessa serra, terão que subir e encontrá-lo. fica bem em meio a mata, mas há uam estrada até ele. Boa sorte O veiculo deu meia volta e saiu... Sabia que não seria tão Fácil e podia esperar muitas surpresas vindo dos Kurans, Hijikata sentia algo estranmho e tinha alguns Flashs sobre Rido Kuran e outros reunidos... aquilo era estranho, mas nao sabia o que mais poidia acontecer, pousou a mao sobre a Katana e foram andando com Hijikata Já se concentrando teria de estar preparado caso acontecese algo, desta vez não havia falado com ninguem do grupo e seguiam até chegar a Mansao dos Kurans...

"O sol começava a se pôr deixando o céu num misto de roxo e lanraja e as auras de dentro da casa, dos empregados, eram claramente sentidas, mestiços e vampiros transformados."

Desde que chegara ao Japão nao falou muita coisa... nem parecia ele mesmo, mas o que será que estava havendo? estava pronto e concentrado sentiam todas as presenças que estavam dentro da casa.. ma sprecisava de apenas 1 foi aí que começou a aguardar escondido em cima de uma arvore de maneira que no pudesse ser visto.





Mário, seu Assassino!!! Ç_Ç

BEFORE I FORGET - SLIPKNOT

My end...
It justifies my means
All I ever do is delay
My every attempt to evade
The end of the road and my end
It justifies my means
All I ever do is delay
My every attempt to evade
THE END OF THE ROAD!

I am a worm before I am a man
I was a creature before I could stand
I will remember before I forget
BEFORE I FORGET THAT!




[center]
avatar
Kou-san

Mensagens : 42
Data de inscrição : 01/04/2012
Idade : 27
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário http://to refazendo meu portifolio, mas quem quiser meu face só

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ..:: Kuran Madness ::..

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum