Sara Augustine - Level C

Ir em baixo

Sara Augustine - Level C

Mensagem por The Storyteller em Sab Mar 17, 2012 7:50 am

||______________..:: Ficha ACC ::..______________||

|| Char ||

| Nome: Sara Augustine
| Data de Nasc./ idade: 10/12/1996
| Local de Nasc. : Madri, Espanha
| Sexo: Feminino
| Nome dos Pais: Clara e Fernando Augustine
| Profissão: Aluno Night Class (Vampire Level C)

| Personalidade: Sara sempre conviveu entre humanos por decisão de seus pais e entre eles sentia-se uma líder, até descobrir a hierarquia vampírica, o que causou revolta na garota por ser sempre humilhada. Isso a deixa com muita raiva apesar do respeito que mantém em relação aos níveis superiores.

|| Aparência:
| Altura:1,65
| Peso: 50 kg
| Cor dos Olhos/ Cabelos: Olhos castanhos escuros, assim como os cabelos
| Descrição Básica: Sara tem longos cabelos lisos, castanhos, com uma longa franja. Tem um corpo esguio e a pele branca e pálida comum aos vampiros. Seus olhos são castanhos e expressivos, geralmente tem uma expressão fechada, principalmente quando está entre vampiros.

| Foto:
Spoiler:


||
Disturbio/Doença ||
| Nome: Transtorno psicológico
| Causas: Tratamento que recebeu e recebe de vampiros de ranks superiores
| Consequencias/Sintomas: Sempre que Sara tentar usar seus dons para realizar um ataque ele tem uma chance maior de falhar, sua insegurança é tão grande com relação a quem e o que é que na maioria das vezes seus ataques falham. Chegou a quase ser morta por um level E por conta disso, o que agrava ainda mais seu trauma


|| História ||

Sara Augustine nasceu em dezembro de 1996, filha de Clara e Fernando Augustine. Desde pequena soube de sua verdadeira natureza e sabia que era diferente das outras crianças, mais forte e poderosa do que aqueles pequenos que brincavam com ela no parque. sua mãe lhe explicara que eles eram humanos e por isso eram mais fracos, assim como ela era e dissera que Sara era um vampiro, mais forte e poderoso, assim como seu pai era, mas que havia uma pequena diferença entre eles.
Diferença? Esse pequeno impecilho nunca fizera real diferença a princípio, afinal Sara apenas se relacionava com crianças humanas, visto que sua sede era suprida de modo disfarçado em seus alimentos e quando ela crescera o suficiente para entender passou a se alimentar do sangue do pai e de tabletes de sangue.
Vivia uma vida praticamente normal e tinha muitos amigos, afinal como era mais desenvolvida que eles conseguia fazer coisas que eles não eram capazes então era a companhia mais solicitada em sua escola.
Seus pais procuravam privá-la de todos os modos da convivência com outros vampiros e embora houvesse frequentes visitas desses seres em sua casa, Sara era levada convenientemente para passeios com sua baba, mulher que também fora sua ama de leite e quando voltava as visitas já haviam partido.
No fundo Sara não se preocupava com aquilo, não havia porque se preocupar afinal, até que em um desses passeios foram surpreendidas por outro vampiro.
Ele era diferente, tinha uma aura mais selvagem e mais fraca que de seu pai, era quase como um animal e não um vampiro.
Sabendo de sua condição, imediatamente Sara se colocou à frente da baba humana, a fim de defendê-la, mesmo sabendo que não tinha grandes poderes como seu pai, sabia que era mais forte que uma humana e mais forte do que aquela coisa, mas se enganou.
A fúria por sangue daquele ser bestial parecia torná-lo ainda mais forte e elas teriam morrido se um outro vampiro não tivesse se entreposto entre elas e o vampiro, eliminando facilmente o inimigo.
Quando Sara fora agradecê-lo, ele a olhara cmo desdém e então olhara para a babá que desmaiara.
"Preciso apagar a memória dela" - ele limitou-se a dizer, ignorando as palavras de agradecimento de Sara, tocando então na testa da mulehr desmaiada. Sara não conseguira entender o porque havia certa hostilidade no ar, como se ele as tivesse salvado não por querer, mas por algum tipo de obrigação e logo sua suspeita se confirmou.
"Fiz isso apenas por seu pai e não por você, não passa de uma aberração" - o homem disse, levantando-se e então caminhando, deixando-a para trás com a mulehr caído. Logo apareceram alguns trauseuntes e eles quem ajudaram Sara a levar a mulehr dali.
Chocada com as palavras que não entendeu, ela questinou aos pais quando eles foram buscá-la no hospital, relatando todo o episódio e só então entendeu sua verdadeira situação. Enquanto para os humanos, desde que eles não soubessem que ela bebia sangue, era um ser admirável e poderoso, para os vampiros ela era a escória, algo muito próximo aquele vampiro que ela vira morrer.
Sara era a união de uma humana com um vampiro puro sangue, uma mestiça, algo entre os dois mundos e que de certo modo não fazia parte de nenhum mundo. Sua mãe fora transformada pouco antes dela nascer e por isso ela era uma mera mestiça e não uma nobre.
Pela primeira vez em sua vida ela ouviu falar na diferença entre os vampiros, pois antes, mesmo que a aura de seu pai fosse mais poderos do que a dela e da mãe, ela nunca soubera o real motivo disso.
Por meses sentiu-se uma aberração, até que seus pais, cansados do estado da garota decidiram por mandá-la à Academia Cross,onde poderia conviver tantos com humanos, quanto com vampiros. Mesmo sob seus protestos, os pais não lhe deixaram escolha e agora ela estava ali, pronta para seus novos "amigos".


|| Segredo ||
Spoiler:
Sara tem parte de seus poderes selados pois seus pais acharam que desse modo ela poderia conviver melhor com os humanos, poréms equer imagina isso. Como consequência seus ataques têm uma chance maior de falhar


|| Atributos:||
- [nenhum pode ser zero]

||Físicos:
| Força: 8
| Destreza: 7
| Vigor: 6

|| Sociais
| Carisma: 8
| Manipulação: 7

|| Mentais
| Inteligência: 8
| Percepção: 8
| Raciocínio: 8

| Força de Vontade: 14


|| Pontos de Sangue:
8
|| Pontos de Vida:50
|| Stamina:
30

|| Vantagens:

| Conhecimentos Extra: Sara sempre fequentou muitos cursos, apredendo rapidamente pelo fato de ser vampira
|
|

|| Desvantagens:
|Dom selado : (2 PONTOS) Sara tem parte de seus dons selados e controlados, não podendo usá-los mesmo sob ataque. O selo foi feito por seu pai e só podera ser quebrado pelo mesmo. Como consequência do selo, um de seus únicos poderes acaba tendo uma grande chance de falha ao ser usado.
|Falta de confiança: (1 PONTO) Sara não confia nela mesma, principalmente quando ocorre algum episódio que a lembra do ataque que sofreu e que revelou toda a verdade sobre seu mundo, seu ataques têm uma chance maior de falhar quando isso ocorre.
|Intropesctiva: (1 PONTO) Dificilmente Sara dirá a alguém que está com problemas, mesmo que essa pessoa seja quem poderia ajudá-la a solucionar suas dúvidas, dificilmente ela pedirá ajuda e não é por orgulho ou qualquer coisa do gênero, ela simplesmente não consegue expôr seus problemas.
| Orgulho: (2 PONTOS) Sara pode até não confiar em si mesma ou em seus dons, mas não abaixa a cabeça quando se sente preterida, mesmo sabendo que no final não vai conseguir lutar, seu orgulho falará mais alto e ela responderá seu inimigo da forma que conseguir.

|| Perícias:
|Instrumentos Musicais (DEZT) - Guitarra
|Artes Marcias (Boxe) - Como seus pais selaram seus dons ela teve que aprender a lutar com os punhos. Teve preferência por aprender Boxe
|Patinação no gelo - Sara adora patinar e mesmo não tendo muitas chances de fazer isso an Espanha, nunca perdia uma oportunidade quando viajava.
|Arma Natural: Chicote de sangue que cria - apesar de nãos aber sobre seu dom, seus pais a treinaram para utilizar chicotes e fitas, quase como uma brincadeira.
|Kicking Boxe - Um aperfeiçoamento do boxe.
|Idiomas: Sara fez um curso de Francês e Inglês, além de seu idioma natal que é o Espanhol.
|Hacker - Mais do que usar a internet, Sara sabe alguns truquezinhos que aprendeu com seu professor do curso de informática
|Natação
|Liderança - Entre humanos Sara é uma ótima líder, pois está acostumada a exercer essa função

|| Poderes

| Elemento: Sangue
| Golpes:
- Básico: Sara é capaz de controler seu sangue, transformando-o em pequenas agulhas ou o endurecendo. Serve tanto para ataque como para defesa, embora não causae um grande dano. Se usar esse poder imediatamente ao ter seu sangue ingerido por outro membro o vampiro provavelmente vomitara o vitae. Se endurecer seu sangue, seu corpo ficara imóvel, mas outro vampiro terá sérias dificuldades em absorver seu sangue. Não causa nenhum dano.
- Médio (selado): Mordendo as pontas dos dedos Sara é capaz de criar pequenos chicotes de sangue que causam dano de 1d5 força. Os chicotes se desfazem ao acertar o alvo e para refazê-los é necessário agstar UM ponto de sangue e perder um turno.
- Avançado (selado): - Com mais esforço (DOIS pontos de sangue) Sara cria o mesmo chicote, porém mais resistnte, não se desfazendo completamente ao atacar à vitima e sim transformando-se em pequenas lascas que podem ser jogadas contra o adversário causando 1d5 1/2For de dano. Se o "dardo" de sangue perfurar a pele, Sara tem opçãod e ativar seu golpe Básico.

|| Recursos: 500 dólares
avatar
The Storyteller

Mensagens : 706
Data de inscrição : 16/03/2012

Ver perfil do usuário http://vampireknighttale.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum