Remilia von Himbeere - Puro Sangue

Ir em baixo

Remilia von Himbeere - Puro Sangue

Mensagem por The Storyteller em Sex Abr 13, 2012 8:58 pm

||______________..:: Ficha de Remilia ::..______________||

|| Char ||

| Nome: Remilia von Himbeere
| Data de Nasc./ idade: 29 de Janeiro / 89 anos
| Local de Nasc. : Romênia
| Sexo: feminino
| Nome dos Pais: Desconhecidos / Mãe adotiva: Roselle von Himbeere
|
Profissão: Aluna Night Class (Vampira Puro-Sangue)
|
Personalidade: Sempre irônica, sorridente e um pouco arrogante, costuma muito falar com tons de deboche e superioridade, rir dos outros (em defeitos, gafes, problemas, etc) e ser bastante convencida (tal como convincente também); por outro lado, é bastante maternal com Mary (e às vezes com Flandre também), tendendo a ser protetora, compreensiva e até carinhosa, assim como sempre tenta manter a ordem em uma confusão. É bastante madura, comportada, paciente, e sociável, assim como bem-educada, respeitosa e direta quando necessário (típico comportamento de "divas"). Tem um leve espírito de aventureira quando algo lhe atiça a curiosidade, e uma notável astúcia quando algo lhe causa dúvida. Gosta muito de provocar as pessoas, o que a faz às vezes parecer um pouco sádica.

|| Aparência
| Altura: 1,56m
| Peso: 45kg
| Cor dos Olhos/ Cabelos: vermelhos / azuis-claros
| Descrição Básica: Aparenta ter entre 13-16 anos, e um corpo frágil; olhar e sorriso sedutores; baixa estatura, e um jeito mais maduro.
| Foto:
Spoiler:
Apenas ignore as asas.



|
| Disturbio/Doença ||
| Nome:
| Causas:
| Consequencias/Sintomas:

|
| História ||
De exatas origens até então desconhecidas, Remilia é uma vampira que nascera e vagava pelas terras das famosas lendas vampíricas. Crescera como nômade, parasitando cidades onde poderia conseguir sua fonte de alimento sempre que necessário, e partindo sempre que sua presença começasse a gerar incômodo e rumores. Nascido no período entre-guerras, após a I Guerra Mundial, ela sempre passou por momentos conturbados e difíceis devido às crescente crises ao redor do mundo. Em meio ao recém-gerado estado de calamidade, destruição tendia a cercá-la por onde ia, e seu desapego e desapontamento pela raça humana crescia. Vítima de inúmeros maus-tratos e abusos, tanto como de caçadas e e fugas, Remilia teve uma sofrida vida até a ocorrência da II Guerra Mundial, onde mais uma vez presenciou a decadência inigualável do mundo, passando por verdadeiros campos de batalha por onde perambulava ao longo do continente europeu. Evitando criar raízes em lugares específicos, adotou uma solitária e indepenente vida, perturbada por mortes por onde pisava e conflitos por onde olhava. Durante esse período de guerra, após um pesado conflito em terras francesas, Remilia encontrou uma criança, quase um bebê ainda, em meio a todo aquele caos. Adotando que tal infante seria tão vítima da humanidade quanto ela, e apostando seus únicos traços de esperança, levou a criança consigo. Tal criança seria, futuramente, adotada como sua doce irmã, Flandre. Ao longo dos anos pós-guerra, viveram as décadas restantes do século XX quase como em incógnitas, pelo fato de serem constantemente perseguidas por Hunters, ou até mesmo meros cidadãos de pequenas vilas, por seus atos de sobrevivência, confundido por eles como atos de atrocidade. Rejeitando mais e mais o mundo, ambas viveram excluídas de quaisquer sentimentos por humanos, vagando de territórios em territórios durante o período de Guerra Fria apenas para conseguirem viver em meio àquele mundo dividido de forma mais tranquila. Porém, suas ações criaram muitos casos de "desaparecimentos" e "assassinatos" ao longo dos anos, fazendo-as passarem por situações cada vez piores, e tendo mais pessoas no encalço. Durante a passagem de um século para outro, decidiram adentrar afinal o território alemão, buscando por abrigo. Visto que era o único país onde não criaram confusão, optaram por tentar seguir um método menos chamativo e sanguinário de vida, com o intuito de cessarem com as perseguições. Porém, não adiantou muito. Após alguns anos, foram rastreadas por Hunter por culpa dos atos descontrolados de Flandre. A fuga adquirida por um triz, mas não se podia dizer que foi um sucesso, visto que ambas saíram bastante feridas. Buscando refúgio em alguma aldeia mais afastada da civilização e dos olhos de Hunters, adentraram em um bosque próximo a uma aldeia, aonde sofreram uma armadilha. Flandre ficou incapacitada durante o conflito, desmaiando, enquanto Remilia aniquilou a ameaça, ao custo de quase perder as forças também. Perambularam por um tempo no denso bosque, até se depararem com uma garotinha que lá passeava. Tal garotinha, Mary von Himbeere, se pôr a buscar a ajuda da mãe que, sem hesitar, cuidas das duas vampiras abatidas. Logo após um tempo de convivência, Roselle se dispôs a adotar Remilia e Flandre como filhas, para que então pudesse oferecer a elas uma vida livre dos perigos afora. As vampiras conviveram com a nova família por alguns anos. Remilia presenciou bons e maus momentos com a nova irmã adotiva; ajudou na casa e em cuidar das irmãs mais novas; descobria um novo lado da vida que até então não havia experimentado. Quem imaginaria que, para ela, a melhor parte do mundo estaria localizado justamente em uma pequena área tão longe dele. Mas foi então que a crise começou. Flandre, incapaz de tomar controle de sua instável personalidade, ocasionalmente atacava a vila vizinha à casa delas; vila esta que elas consumavam visitar com frequência. Desconfiados de que os ataques apenas começaram após a chegada das duas garotas vampiras, começaram a rejeitar cada vez mais a presença daquela família, ouvindo apenas aos apelos de Roselle para que deixassem as crianças em paz. Porém, à medida que o tempo se passava, mais a instabilidade de Flandre aumentava, preocupando Remilia. Mas o que a vampira não sabia, era que Roselle também tinha plena consciência do que ocorria com a pobre e instável vampirinha. Após uma caminhada pelo bosque, para buscar materiais e ingredientes, Remilia se deparou uma uma terrível cena ao voltar: Roselle morta, com Mary desmaiada logo ao lado, em meio àquela horrível cena de sangue e destruição dentro da moradia. Acolhendo a pobre menina para fora de casa, Remilia se mostrava acuada também com o desaparecimento de Flandre; ela então, deduzia a devida situação e o ocorrido. Esperando a irmãzinha acordar, Remilia cuidara do corpo da mãe adotiva, e preparava-se pelo que já sabia que teria que acontecer: mudança. Com o despertar e depressão de Mary, Remilia pôde apenas oferecer consolo e companhia. Em honra à humana que a faz crer novamente na humanidade, no mundo, a vampira passou a cuidar de Mary com a sua vida, estando o mais presente possível. Tinha conhecimento de que seriam difíceis esses momentos, pois Mary desconhecia do mundo afora, justamente o oposto de Remilia. Sem parar de se preocupar com a localização da Flandre, mas sem escolha por estar devotando-se aos cuidados da recém-pequena "orfã", Remilia guia Mary pela Alemanha afora. Em questões de meses, muitos meses, perambulam pelos países europeus, tentando arranjar uma vida estável na medida do possível. Remilia ia tentando explicar sobre todo o desconhecido para Mary, a fim dela não ser mais tão dependente; prezada pela segurança da pobre garota demais. Também sabia da amargura e rancor que guardava em seu coração, mas nada podia fazer quanto a isso... pelo menos, não nesses momentos. Após algumas viagens, chegando ao território inglês, deparam-se com um sujeito, um rapaz, que deu a informação sobre o que ela poderiam precisar. Vendo as condições das garotas, recomendou que havia um lugar onde poderiam encontrar o que queriam; que soubera de uma vampira que se mudara para o Canadá, em destino a um lugar onde poderia conviver melhor e menos escondida. Esse mesmo rapaz, que de alguma forma sabia da verdadeira natureza de Remilia, lhe contou que lá poderiam ir, apenas atravessando o Atlântico. Com uma certa ajuda, as fez tomar rumo a tal país. Com o intuito de proteger sua irmã Mary, e descobrir sobre o paradeiro e intenções verdadeiras de Flandre, Remilia se deixou guiar até o Canadá pelo auxílio do moço, pegando um vôo até lá.

~Cross Academy Canadense~

Esse seria o destino delas...



|
| Segredo ||
Spoiler:
- Ela usa o "von Himbeere", sobrenome de sua mãe adotiva, para poder entrar na escola e manter um certo anonimato ao mesmo tempo, visto que seu sobrenome é desconhecido e sua "fama" pode alcançá-la... mas também usa em honra à "mãe";
- Ela adora qualquer coisa relacionada a morangos;
- Ela e Flandre são suspeitas de muitos casos de "desaparecimento" de pessoas pela Europa, que ocorreram durante parte da 2ª metade do século XX;
- Ela também é ligeiramente culpada por supostos inúmeros assassinatos pelo continente europeu e algumas regiões do território canadense nos últimos meses, possivelmente atos de Flandre;
- Ela esconde de Mary que é uma vampira, e de Flandre que não é sua irmã de verdade;
- Ela é canhota, mas costuma usar a mão direita pra quase tudo;
- Ela gosta de mordidas (tanto morder quanto ser mordida).
|| Atributos ||

|
| Físicos
| Força: 5
| Destreza: 10
| Vigor: 5

|| Sociais
| Carisma: 10
| Manipulação: 10

|| Mentais
| Inteligência: 10
| Percepção: 10
| Raciocínio: 10

|| Pontos de Sangue: 15|| Pontos de Vida: 50
|
| Stamina: 50

|
| Vantagens
|
APARÊNCIA (5)
| CONHECIMENTOS EXTRAS (3)
| LÍDER NATO (2)

|
| Desvantagens
|VÍCIO - Chá (3)
|SONO PESADO (2)
| SEGREDO SOMBRIO (3)
| HÁBITOS DETESTÁVEIS - Excesso de ironia (2)
|| Perícias
| Liderança (CAR)
| Sedução (CAR/Manha)
| Dança (AGI)
| Avaliação de Objetos (PER)
| Concentração (VONT)
|Etiqueta (CAR)
| Subterfúgio (PER)| Primeiros Socorros (INT)
| Esportes - Arremesso (DEZT)
| Manobras de Combate - Lutar às cegas (40)

|
| Poderes
|
Elemento: Sombra
| Golpes
~Básico~
- Penumbra:
Spoiler:
Criam-se essências de sombra que transbordam pelas mãos como névoa, e quanto mais movimentação houver, mais elas se espalham por onde passam (embora se dissipem relativamente rápido), podendo até vetar e atrapalhar a luminosidade do local temporariamente. O contato com tais "névoas" pode fazer com que se impregnem nos olhos das vítimas, tapando e enegrecendo suas visões, enquanto o contato direto com a mão pode até ocasionar no "escurecimento da mente" da vítima, podendo-a paralisar, brevemente manipulá-la pela influência sombria ou até desmaiá-la e/ou levá-la ao coma (principalmente se a cabeça for agarrada e segurada pela palma da mão).

~Médio~
- Dark Impaler/Nails:
Spoiler:
Consiste-se na invocação de uma Lança Negra de 1,70m de comprimento que implica dano espiritual; pode-se invocar mais Lanças dividindo-se a principal, sendo ao todo sete, mas suas dimensões e danos serão proporcionais à divisão; pode-se também conjurar Agulhas por se dividir as lanças em pequenos fragmentos cujo 1D2 de dano; no máximo, 70 Agulhas (dez por cada uma das sete Lanças, por exemplo), visto que quanto mais se conjura agulhas através da Lança, mais seu dano máximo reduz (no caso, pode-se desmaterializar a Lança principal em 70 Agulhas, ao custo que ela deixa de ser Lança). Tanto as Lanças como as Agulhas podem ser controladas "telecineticamente".

~Avançados~
- Limbo:
Spoiler:
Consiste-se na total dominação e corrupção do ambiente ao redor, através da influência das trevas num delimitado raio; o campo "engolido" pelo poder fica sob a total submissão da usuária, que pode fazer com que as vítimas sejam tragadas pela própria sombra, ou fiquem cegas, ou percam parte de seus poderes, ou fiquem sucetíveis a manipulações mentais, etc, ou simplesmente pode concentrar parte (se não a área toda) do poder e criar uma "cúpula" em volta da vítima, pressionando-a lá dentro como um caixão, ou uma "Dama de Ferro", onde a pessoa sofre danos espirituais pesados. O tamanho da área de influência depende do quanto poder é gasto. Enquanto dentro desse "mundo das sombras", a usuária tem total capacidade de visão, tal como presença e sensação (podendo pressentir aonde se localizam todos os dentro do campo, e até saber o que fazem e pensam), como se fosse onipresente, onisciente e onipotente.

- Hazy Wings:
Spoiler:
Consiste-se no surgimento de dois pares de asas negras, como de morcego (como representado na Foto), dando à usuária a capacidade de voar.

|| Equipamentos e Pertences: Um guarda-sol, uma mala de roupas, uma pequena bolsa e uma espécie de "diário".
avatar
The Storyteller

Mensagens : 706
Data de inscrição : 16/03/2012

Ver perfil do usuário http://vampireknighttale.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum